Adriano superou desafios e desconfianças e hoje comemora sucesso da empresa | Foto: Jonathas Costa / OA

Uma empresa especializada em plataformas digitais e que está entre as mais conceituadas companhias brasileiras no ramo de e-commerce (comércio eletrônico), com atuação na Croácia e na Índia e em fase de expansão para o mercado norte-americano. Entre a cartela de clientes, a terceira maior marca de e-commerce do país e com novo contrato fechado com a maior companhia nacional de aço inox, com sede no Estado.

Apesar do currículo robusto, a empresa em questão é de Alvorada. Trata-se da Tercerize, criada em 2004 pelos alvoradenses Adriano Lucas e Alice Guedes e que ainda hoje, 12 anos depois e com um rol de clientes de dar inveja a qualquer grande grupo, mantém sua sede em um casa residencial no bairro Sumaré.

Para entender os motivos que levaram o casal a permanecer com a empresa na cidade onde nasceram é preciso olhar para o passado. Afastado do emprego em uma telefônica e acompanhado da esposa que na época estava grávida e também desempregada, Adriano foi incentivado por um amigo a “abrir seu próprio negócio”, em uma época onde o empreendedorismo não tinha tanto incentivo quanto hoje. Pela experiência do casal, a primeira ideia foi atuar no setor de tecnologia. Assim surgiu a Tercerize, tendo como primeiro cliente um estúdio de gravações local, para quem fizeram um site.

A partir daí começaram as indicações e foram surgindo os clientes. “Mas eu não queria ser apenas o ‘cara do site’, eu precisava profissionalizar o trabalho, ser diferente dos outros programadores para poder me destacar e crescer”, relembra. O diferencial surgiu com a vontade de auxiliar as pessoas e ter melhores resultados comerciais com seus sites.

O primeiro case de sucesso surgiu com uma empresa de colchões que queria vender o produto via Internet, uma novidade em 2005.  “Esse desafio me estimulou a procurar informações sobre marketing digital e expandir meu trabalho”, conta ele.

Desde 2010, Tercerize tem atuado com clientes em Los Angles e Flórida. Empresa prepara-se para entrar de vez no mercado norte-americano.

Hoje o trabalho da Tercerize é voltado ao e-commerce, tendo seus maiores clientes fora do Rio Grande do Sul, como Giuliana Flores, e também nos EUA. Em 2010, foi uma empresa de Los Angeles, introduzida no Brasil através do trabalho dos alvoradenses, e mais tarde uma outra da Flórida. Ao longo dos anos nomes conceituados foram surgindo, ainda na maioria das vezes por indicação, principalmente baseada na agilidade de entrega, uma marca da Tercerize.

Instalados no bairro Sumaré, a Tercerize é uma home Office que possui mais dois funcionários, um está na faculdade de Publicidade e o outro em curso técnico na área. Alice cursa Comunicação Institucional e Adriano está concluindo Marketing.

Nesta mais de uma década de superação e entrega total ao projeto, Adriano e Alice viram muitas portas se fecharem na cidade, ao mesmo tempo em que, curiosamente, outras maiores foram se abrindo lá fora. Ainda assim, ambos nutrem carinho por Alvorada, sem, contudo, não esconderam uma pitada de ressentimento. A manutenção da sede da empresa aqui, portanto, não deixa de ser uma forma de demonstrar para aqueles que um dia rejeitaram seu trabalho, que hoje a empresa é um dos nomes mais respeitados do mercado.

“Fomos crescendo e aprendendo junto com a evolução do comércio digital. Hoje somos fortes no mercado, porque trabalhamos para nos consolidar como uma empresa respeitável”, avalia Adriano, que aguarda pelos novos desafios que sempre acontecem neste meio digital.

Fonte: O Alvoradense