A campanha de vacinação contra a gripe no Rio Grande do Sul foi prorrogada até o próximo dia 13. A medida, anunciada pelo governo no final desta manhã, tenta atingir a meta estipulada em 80% de vacinação do grupo de risco. Segundo o último balanço divulgado pelo Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações, pouco mais de 60% se vacinaram em Alvorada, o que representa menos de 17.300 pessoas.

Os grupos prioritários são pessoas acima dos 60 anos, crianças entre os 6 meses e menores de 2 anos, gestantes e profissionais de saúde. Em Alvorada, apenas 1182 gestantes de vacinaram, ou seja, 50% da meta. Já em todo o estado, até o momento mais de 1,3 milhão de pessoas já receberam a dose, o que representa uma cobertura de 70% do público alvo.

A vacina protege contra três tipos do vírus Influenza, entre eles o H1N1, além de outros dois tipos de gripe sazonal. Com o novo prazo, o término da campanha antecede a vacinação contra a polio, que neste ano acontece dia 16 de junho.

Além desses grupos, os doentes crônicos também podem receber a vacina, como rotineiramente acontece todos os anos, desde que com orientação médica e seguindo as políticas municipais para imunobiológicos especiais. A recomendação é de que pessoas com doenças crônicas respiratórias, metabólicas (como a diabetes), renais, entre outros, procure atendimento médico para avaliar a necessidade em receber a dose.

As crianças que ano passado não foram vacinadas e já receberam a primeira dose este ano, devem voltar aos postos com 30 dias de intervalo para receber a segunda e garantir a proteção completa. Aquelas que já vacinadas ano passado, mesmo que apenas uma dose, tomam agora somente uma aplicação.

 

Fonte: O Alvoradense