Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini / OA

O governo do Rio Grande do Sul publicou na edição do Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (13) um decreto que estabelece medidas para conter o coronavírus.

Uma das medidas diz respeito aos órgãos e entidades da administração, que não poderão realizar pelos próximos 30 dias atividades de capacitação ou eventos coletivos que gerem aglomeração. A participação de servidores também foi vedada, assim como foram proibidas viagens internacionais ou interestaduais.

O decreto ainda versa sobre a situação de servidores afastados e daqueles que, nos últimos cinco dias, tenham retornado ao trabalho depois de viagem a países que houve transmissão do coronavírus. Aqueles que eventualmente apresentarem sintomas ligados ao coronavírus deverão ser afastados por 14 dias do trabalho. Os assintomáticos deverão trabalhar de casa pelo período de duas semanas até que a administração determine o retorno às atividades normais.

Os servidores que estiveram em viagem a países com transmissão e aqueles que apresentarem sintomas relacionados à Covid-19 também estão impedidos, pelo prazo de 14 dias, de participar de reuniões ou de atividades no ambiente da repartição pública.