Foto: OA

Os professores da rede municipal de ensino não receberão abono neste final de ano.

O motivo, contudo, difere daquele especulado ao longo do dia.

Desde o início desta segunda-feira (28), circula entre os professores da rede a informação de que o não pagamento seria uma escolha pessoal do prefeito Professor Serginho, por um suposto constrangimento já que os demais servidores receberão os salários de dezembro mediante empréstimo.

Nesta hipótese o governo devolveria os recursos, que são oriundos do Fundeb.

Conforme apurado pelo jornal O Alvoradense, e confirmado pela prefeitura no final desta tarde, o motivo do não pagamento está na Legislação e na queda dos repasses do governo federal.

As prefeituras podem utilizar até 62% dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) com o pagamento dos salários dos professores.

O não pagamento do benefício neste ano aos profissionais da Educação de Alvorada se dá justamente sobre o alcance do índice máximo, atingido a partir do aumento dos gastos com a diminuição dos repasses.

Reuniões ocorreram ao longo desta segunda feira tanto na Secretaria Municipal de Educação (Smed), quanto na Prefeitura.

Além da falta de dinheiro, um possível repasse para os professores dependeria de aprovação da Câmara de Vereadores até a quinta-feira, mas não houve convocação extraordinária do Legislativo.

Fonte: O Alvoradense