Grêmio desperdiçou três chances claras de gol | Foto: Ivan Storti/Divulgação Santos FC/OA
Grêmio desperdiçou três chances claras de gol | Foto: Ivan Storti/Divulgação Santos FC/OA

O Grêmio não conseguiu dar continuidade à boa fase ao estreiar na Copa do Brasil na noite desta quarta-feira.

O time do técnico Renato Portaluppi foi superior ao Santos na maior parte do tempo, criou chances claras de gol, mas perdeu por 1 a 0, na Vila Belmiro, no jogo de ida das oitavas de final do torneio nacional.

• FOTOS: Veja as imagens do jogo

Agora, o Tricolor terá que reverter a diferença na próxima semana, na Arena. Para passar às quartas de final, o clube precisa de uma vitória por dois gols de diferença.

Se o placar for 1 a 0 para os gremistas, a vaga será decidida nos pênaltis e ainda há o perigo do saldo qualificado. Antes do jogo da volta, o grupo de Renato encara o Flamengo pela 16ª rodada do Brasileirão, neste sábado, às 18h30min.

Forte marcação no primeiro tempo
A forte marcação imposta pelos dois times prevaleceu no primeiro tempo. Com a preocupação defensiva, o jogo começou truncado e teve poucas situações de gol. O Grêmio chegou a controlar a partida em alguns momentos, quando conseguiu dominar o meio-campo e achar espaços entre os zagueiros santistas.

O atacante Kleber foi um dos protagonistas do Tricolor na etapa inicial, chamando a responsabilidade pela ligação entre meio e ataque. Tanto que a primeira oportunidade foi criada por ele. Aos cinco minutos, o Gladiador cruzou na marca do pênalti, onde estava Hernán Barcos. Mas a bola foi para fora depois da cabeçada.

Em seguida, o lateral Alex Telles dominou pelo lado esquerdo e concluiu forte para o gol. O goleiro Aranha estava atento para segurar a bola. A primeira chegada do Santos ocorreu na marca de nove minutos. Thiago Ribeiro cruzou no primeiro pau, e Dida saiu da meta para evitar conclusão de Neilton.

O Grêmio passou a exercer forte pressão sob o time da casa. Aos 12 minutos, Barcos chutou de fora da área, mas Aranha pegou. Logo depois, Ramiro cruzou na área, mas ninguém alcançou. O Peixe não abriu o placar por centímetros perto dos 20 minutos. Montillo fez boa jogada pela direita e cruzou na medida para Thiago Ribeiro. Dida já estava batido, mas o atacante santista não chegou a tempo para colocar a bola no fundo das redes. A chance animou o time mandante. Na sequência, Mena invadiu a área e bateu cruzado. A bola raspou o poste.

O ritmo de jogo caiu ainda mais nos minutos finais. Aos 29, Rhodolfo cruzou na cabeça de Barcos, só que Edu Dracena se antecipou para afastar. Depois, o Tricolor não soube aproveitar a falha do lateral Mena, que furou na defesa. Kleber testou a bola rapidamente para o lado, mas Pará perdeu a bola.

Grêmio exerceu forte pressão sob o time da casa durante o primeiro tempo | Foto: Ivan Storti/Divulgação Santos FC/OA
Grêmio exerceu forte pressão sob o time da casa durante o primeiro tempo | Foto: Ivan Storti/Divulgação Santos FC/OA

Três chances claras desperdiçadas e gol do Santos
O técnico Claudinei Oliveira sacou o volante Marcos Assunção e colocou Leandrinho na volta do intervalo. Com a alteração, o Santos ganhou velocidade e jogou o time para cima. A partida ficou mais aberta, com chances criadas pelos dois lados.

Em 18 minutos, o Grêmio perdeu três chances claras de gol. No minuto inicial, Pará levantou a bola na área, onde estava Kleber. Embaixo da meta, o Gladiador testou com categoria para o canto. Ele exagerou na força e a pelota saiu pela linha de fundo. Depois foi a vez de Barcos desperdiçar uma oportunidade de gol. Aos 10, Ramiro lançou a bola na pequena área, para o Pirata. Com clara oportunidade, o argentino foi preciosista e tentou desviar a bola no canto oposto e jogou para fora.

O Santos retomou o jogo e armou duas boas jogadas de perigo seguidas. Aos 12, após cruzamento da esquerda, a defesa gremista não tirou e a bola ficou rondando o gol de Dida. Souza chegou firme para chutar. Depois, Thiago Ribeiro passou bonito pelo marcador na esquerda e bateu no canto. Dida fez a defesa em dois tempos.

A terceira grande conclusão do Tricolor foi aos 18. Desta vez quem perdeu foi o volante Souza. Na cobrança de escanteio, Bressan cabeceou pelo alto. Aranha espalmou e na cara do gol, Souza jogou o rebote para fora.

Se o Grêmio não foi efetivo, o Santos aproveitou sua chance para garantir a vantagem em casa. Aos 34, Cícero driblou o marcador na intermediária e concluiu em seguida. Dida defendeu. Dois minutos depois não deu para o goleiro gremista. Montillo cruzou pela esquerda e Gabriel colocou a bola no canto, sem chance para a defesa.

Renato ainda tentou mandar o time para a frente, colocando Lucas Coelho no lugar de Ramiro, mas foi pouco e tarde demais para uma reação. O tricolor não foi efetivo nas jogadas de ataque e teve de se contentar com a derrota mínima na Vila Belmiro. As informações são do Correio do Povo.

Placar favorece o Santos no jogo de volta, na Arena em Porto Alegre | Foto: Ivan Storti/Divulgação Santos FC/OA
Placar favorece o Santos no jogo de volta, na Arena em Porto Alegre | Foto: Ivan Storti/Divulgação Santos FC/OA

Fonte: O Alvoradense