Pode ser que a partir de terça-feira alvoradense só possam contar com o auto-atemdimento nas agências | Foto: Jonathas Costa / OA
Pode ser que a partir de terça-feira alvoradense só possam contar com o auto-atemdimento nas agências | Foto: Jonathas Costa / OA

A greve dos bancários ainda não afetou os usuários de Alvorada, pelo menos não até esta segunda-feira (23).

A partir de terça (24), no entanto, os alvoradenses devem encontrar as agencias fechadas e funcionamento apenas nos terminais de auto-atendimento.

A decisão quanto a adesão deve ser decidida pelas entidades sindicais ainda hoje.

A paralisação nacional iniciada na última quina-feira (19) teve grande adesão no Estado. De acordo com a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras das Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul, Fetrafi-RS, 493 agências aderiram total ou parcialmente ao movimento.

Das agências de Alvorada Itaú, Santander e Banco do Brasil tem atendimento normal nesta segunda, porém pode ser que a partir de amanhã passem a integrar a greve.

As agências da Caixa, Banrisul e HSBC, procuradas pela reportagem não retornaram o contato.

As reivindicações gerais da categoria:

  • Reajuste salarial de 11,93% (5% de aumento real além da inflação)
  • PLR: três salários mais R$ 5.553,15.
  • Piso: R$ 2.860,21 (salário mínimo do Dieese).
  • Auxílios alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 678 ao mês para cada (salário mínimo nacional).
  • Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral que
  • Emprego: fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações, especialmente ao PL 4330 que precariza as condições de trabalho, além da aplicação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas.
  • Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.
  • Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós-graduação.
  • Prevenção contra assaltos e sequestros, com o fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.
  • Igualdade de oportunidades para bancários e bancárias, com a contratação de pelo menos 20% de negros e negras.

Fonte: O Alvoradense