Escola Guilhermina do Amaral sempre conquistou as metas determinadas pelo Ideb | Foto: Jonathas Costa / OA

O trabalho simultâneo da aprendizagem e da taxa de rendimento, o comprometimento com a qualidade e compartilhamento de decisões foram as ferramentas utilizadas pela direção de duas escolas municipais que superaram as metas projetadas pelo MEC no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2013.

De acordo com os dados, na rede municipal onze escolas superaram as metas e destas, sete obtiveram resultado positivo pela segunda vez no exame.

Os destaques ficam para as comunidades das escolas Almira Feijó, Dom Pedro II, Herbert José de Souza e Brigadeiro Antônio Sampaio, que desde 2007 sempre conseguiram alcançar a nota determinada pelo MEC. De acordo com a diretora Silva de Souza, da escola Almira Feijó, o segredo do sucesso é a união do corpo diretivo e seu compromisso com a qualidade, além de um planejamento de ações.

“Ninguém faz nada sozinho aqui na Almira. Todos os projetos, as ações são amplamente debatidas, discutidas de forma coletiva. O objetivo do grupo é o sucesso da escola”, assegura a diretora. Segundo ela, também existe uma parceria com pais, professores e direção da instituição. “A diretora da tarde sabe dos problemas dos alunos da manhã. E vice-versa”, garante.

A comunicação com os pais também é ressaltada pela diretora. “Quando algum aluno apresenta problema mandamos bilhete, telefonamos, vamos até a casa saber o que está ocorrendo”. Ela conta ainda que a recíproca é verdadeira, já que os pais também procuram a direção para avisar de faltas, de questões de saúde.

Além disso, a escola também trabalhando questões como o meio ambiente, cidadania e ética com os jovens. O incentivo à cultura, através do teatro e cinema, também tem alcançado resultados satisfatória. “Quando vamos ao teatro saímos com sete ou oito ônibus, não é com um ou dois não”, conta ela orgulhosa.

Equipe do Guilherme aposta no entrosamento para alcançar as metas | Foto: Jonathas Costa / OA
Equipe do Guilherme aposta no entrosamento para alcançar as metas | Foto: Jonathas Costa / OA

Sucesso também na rede estadual
Na rede estadual, a Escola Estadual de Ensino Fundamental Brigadeiro Antônio Sampaio obteve nota 4,1 nos anos finais (6º ao 9º ano), índice que supera a metas projetada pelo MEC para a escola alcançar em 2019, que é de 4,0. Nos anos iniciais (1º ao 5º ano), os estudantes da Brigadeiro, como gostam de chamar a escola, obtiveram nota 5,2, índice que supera a projeção do MEC para 2017, que era de 5,0. A escola conta com 530 alunos, divididos em turmas de Ensino Fundamental e de progressão continuada.

O diretor Fabiano Vaz comemorou a conquista. “É importante demais para nossa pequena escola. Em 2005, nosso Ideb foi de 2,1 para os anos finais, a última colocação em Alvorada”, ressalta. Ele conta que os resultados insatisfatórios de 2005 fizeram com que todos passassem a trabalhar de forma simultânea nos dois aspectos que compõem o Ideb: a aprendizagem dos alunos e a taxa de rendimento.

Em relação à aprendizagem, equipe diretiva e professores construíram um novo currículo e novas formas de avaliar os estudantes. “Passamos a acompanhar os alunos mais de perto, incrementamos o atendimento individualizado, com um currículo mais próximo da realidade do aluno e conteúdos voltados para questões práticas, mais relacionadas com o mundo, um currículo menos engessado”, explica.

escolas-rede-municipal-ideb-alvorada-2013

Fonte: O Alvoradense