As obras de recuperação e conclusão da nova Casa Legislativa de Alvorada devem estar concluídas no segundo semestre de 2016. A expectativa é do presidente da Câmara de Vereadores, Gerson Luis, responsável pela segunda fase da obra.

A recuperação iniciou em 2014, com ações de reforço da estrutura do prédio iniciado em 2001, que por muitos anos esteve abandonado. Nesta primeira etapa, entre projetos, avaliações e trabalho efetivo no local, foram gastos R$ 700 mil. O prédio localizado junto à praça João Goulart conta com cercamento e paredes erguidas.

Em setembro inicia a segunda etapa, orçada em R$ 800 mil, em um trabalho de quatro a cinco meses para colocação de cobertura, esquadrias e execução dos projetos hidráulico, elétrico e do Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI).

Clique aqui para ver o interior do Plenário em 360º

Quanto a terceira e última etapa, acontece no primeiro semestre de 2016 com os acabamentos, orçados em R$ 900 mil. A partir daí inicia a mudança dos vereadores para a nova casa.

A retomada da obra é resultado de um esforço que iniciou em 2013, quando a Mesa Diretora decidiu pela nova sede. Desde lá são muitas as ações de contenção de gastos no Legislativo e o resultado é uma obra feita totalmente com recursos próprios, sem qualquer recurso extra, dentro do orçamento.

Conforme o diretor geral Rodrigo Bolbotka, a devolução das dependências da Câmara à Prefeitura vai proporcionar aos cofres municipais uma grande economia. A perspectiva é que, quem 10 anos, toda a obra da nova Câmara, orçada em R$ 2 milhões, estará paga.

Fonte: O Alvoradense