Ao todo 42 pessoas foram detidas ao longo da manhã por boca de urna | Foto: Jonathas Costa / OA

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), das 51 prisões por boca de urna em todo o Rio Grande do Sul durante a manhã deste domingo, 29 ocorreram em Alvorada. Os números podem ser ainda maior, já que a Brigada Militar confirmou que 42 pessoas foram encaminhadas ao Foro durante o período da manhã. A estatística faz de Alvorada a cidade com maior número de prisões em todo o Estado.

Segundo o comandante do 24º Batalhão da Policia Militar, Tenente Coronel Julio Cesar da Rocha, entre os presos estão dois menores de idade. Logo aos 15 minutos de votação a primeira prisão foi efetuada. As prisões ocorreram em pontos distintos da cidade.

O Cartório Eleitoral de Alvorada informou que das 42 prisões, cerca 30 Termos Circunstanciados foram gerados. Uma audiência realizada às 12 horas julgou os presos. Outra audiência está marcada para às 15h. Os detidos que assinaram o termo já foram liberados.

Quem for pego sob acusação de boca de urna ao longo do dia sera encaminhado pelos policiais ao Fórum para que seja registrado o Termo Circunstanciado, já que esses crimes são considerados de menor poder ofensivo. De acordo com o Juiz Eleitoral Roberto Coutinho Borba, a intenção é realizar as audiências o mais rápido possível. Para isso, ainda hoje haverão duas sessões de audiência, uma aconteceu ás 12h a outra está marcada para as 15h. Após as 15h quem for flagrado cometendo o delito de boca de urna não será encaminhado ao Fórum, mas no mesmo dia terá ciência de quando deve ocorrer sua audiência.

Crimes de maior gravidade, como transporte irregular de eleitores e compra de votos, os policiais deverão encaminhar os infratores para a Delegacia de Policia de Pronto Atendimento (DPPA), onde o delegado de plantão encaminhará os casos. Menores de idade praticando crimes eleitorais também deverão ser levados para a DPPA

Fonte: O Alvoradense