Foto: Câmara de Vereadores / OA

Ainda que o calendário eleitoral se mantenha em suspense devido a pandemia do novo coronavírus, até que o Superior Tribunal Eleitoral bate o martelo sobre a data do pleito, seguem valendo os prazos anteriormente estabelecidos.

Uma das principais datas diz respeito à janela partidária, que permite que políticos eleitos possam trocar de partido sem prejuízo aos mandatos, encerrada em abril.

Em Alvorada, este prazo impactou significativamente na composição da Câmara de Vereadores. Dos 17 vereadores, sete mudaram de sigla.

Juliano Marinho, presidente da Casa e filiado ao Partido dos Trabalhadores, e Arlindo Slayfer, do PDT, foram para o PSD. Também do PT saiu Schumacher, que agora é filiado ao PTB.

O MDB perdeu Darci Barth para o PL e Irmã Sara para o Republicamos. Contudo, recebeu Preto, que antes era do PDT.

Já Cláudia Girelli, até aqui do PTB, foi para o Progressistas.

Com isso, as bancadas ficaram com a seguinte composição:

  • MDB, 4 vereadores (Airton Pacheco, Neuza do Salgado, Júlio Bala e Preto)
  • PTB, 3 vereadores (Gerson Luis, Nelsinho Fernandes, Schumacher)
  • PSD, 2 vereadores (Juliano Marinho e Arlindo Slayfer)
  • Progressistas, 2 vereadores (Branquinho e Cláudia Girelli)
  • PSB, 1 vereador (Reginaldo Rocha)
  • DEM, 1 vereador (Celmir Martelo)
  • PT, 1 vereador (Leandro Tur)
  • PDT, 1 vereador (Zézo)
  • PL, 1 vereador (Darci Barth)
  • Republicanos, 1 vereador (Irmã Sara)