Ex-prefeito afirma que responde por erros de terceiros / Foto: Reprodução / OA

Em resposta à divulgação, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), do nome de João Carlos Brum na lista de inelegíveis para as eleições municipais deste ano, o ex-prefeito encaminhou uma nota de esclarecimento à redação do jornal O Alvoradense, que segue na íntegra:

Esclarecimento.

Esse processo se refere a um convênio assinado em 2004, portanto no governo anterior. O nosso governo executou o convênio através da Secretaria do Trabalho e Assistência Social. Não houve qualquer desvio de recurso público. Isso ficou claro durante o processo. Inclusive o auditor do Tribunal de contas ouvido no processo deixou claro que os recursos foram aplicados corretamente. O que houve, e foi o motivo do problema, é que a prestação de contas que deveria ter sido feita até 28 de fevereiro de 2008, não foi feito pela secretaria responsável. Por isso a condenação se deu por “OMISSÃO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS”, e não por desvio de recursos. Infelizmente os prefeitos respondem por erros da máquina pública, erros de terceiros. Lamento alguns comentários de leitores que não sabendo exatamente o que aconteceu, julgam esse processo como se eu tivesse agido de má fé.

Abraço a todos”

.

Fonte: O Alvoradense