Foto: CCS / Prefeitura de Alvorada / Arquivo / OA

Graças à mobilização do Gabinete do Prefeito, Presidência da Câmara de Vereadores, Conselho Tutelar e direções de Escolas Municipais, a Justiça cassou no final da tarde de sexta-feira (5) a liminar concedida ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sima), que suspendia o trabalho presencial nas escolas de Alvorada. Desta forma, os alunos seguem recebendo merenda durante a pandemia.

“Nessa semana havíamos sido surpreendidos com uma ação movida pelo Sima, proibindo a abertura das escolas, uma atitude que deixaria milhares de crianças sem acesso à alimentação”, relata o presidente da Câmara Municipal, vereador Cristiano Schumacher (PTB).

Em documento enviado à Justiça, foi detalhado o processo de preparo e distribuição de almoço aos alunos da rede municipal, sem aglomerações e tomando os cuidados necessários. Também foi ressaltada a importância de garantir a merenda, que para muitas crianças é a refeição completa do dia.

Na decisão judicial foram estabelecidos critérios de distanciamento e outras medidas de proteção que a Secretaria Municipal de Educação (Smed) deve acatar, garantindo a segurança da comunidade escolar.

Férias sem Fome

O projeto Férias Sem Fome, de autoria do vereador Schumacher, foi aprovado no final de 2019 e, desde então, colocado em prática em toda a rede municipal. Ele prevê que os alunos carentes de Alvorada, sigam recebendo uma refeição diária, mesmo em período de recesso escolar. “Desde o ano passado, tem sido uma importante ferramenta durante a pandemia, dando assistência a mais de 5 mil crianças”, comemora o vereador.

- PUBLICIDADE -