Fotos dos danos ao veículo causados pelo impacto foram utilizadas para provar que os jovens estavam participando de um racha | Foto: Policia Civil / Divulgação / OA
Fotos dos danos ao veículo causados pelo impacto foram utilizadas para provar que os jovens estavam participando de um racha | Foto: Policia Civil / Divulgação / OA

O juiz Roberto Coutinho Borba determinou nesta quarta-feira (12) a prisão preventiva dos dois jovens que disputavam um racha na última segunda-feira (10) e acabaram causando a morte de Gilséia Rathke Paranhos, de 26 anos.

Gilséia que estava voltando para casa por volta das 22h30 da noite de segunda foi atingida em cheio pelo automóvel Mercedes Benz Classe A dirigido por um jovem de 19 anos que disputava um racha com outro rapaz da mesma idade na rua dos Colibris, bairro Porto Verde, zona Sul da cidade.

De acordo com a Polícia, com o impacto da colisão entre o carro e a moto, a mulher foi arremessada por alguns metros. Depoimentos de testemunhas e fotos do estado que ficaram o carro e a moto de Gilséia foram anexados ao processo e, segundo o juiz, comprovam que os jovens estavam disputando uma corrida em via pública. 

Os dois rapazes foram autuados em flagrante por homicídio doloso, quando se assume o risco de matar, e foram encaminhados para o Presídio Central no começo da manhã de terça (11).

Fonte: O Alvoradense