Ligações locais para telefones fixos não serão cobradas até nova vistoria da Anatel | Rafael Neddermeyer /  Fotos Públicas
Ligações locais para telefones fixos não serão cobradas até nova vistoria | Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

As ligações locais para telefones fixos realizadas em orelhões não são mais cobradas no Rio Grande do Sul. A determinação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) é válida a partir desta quinta-feira (16). A medida é uma punição a Oi, companhia responsável pelos orelhões, que até o momento não atingiu o mínimo exigido com relação à disponibilidade de telefones públicos.

Era obrigação da Oi disponibilizar plenamente no mínimo 90% dos orelhões em todas as Unidades da Federação, e 95% em localidades atendidas exclusivamente por telefones públicos. No Rio Grande do Sul, esta exigência está longe de ser realidade: 62% estavam disponíveis em todo território e 69% para as cidades atendidas somente por orelhões.

No dia 2 de fevereiro, a Oi foi notificada pela Anatel da irregularidade. Porém, na última vistoria, no dia 31 de março, a situação não havia sido solucionada. As medições são realizadas semestralmente, e a próxima está prevista para 30 de agosto. Até lá, os orelhões serão gratuitos para telefones fixos. A cobrança só será realizada novamente quando a operadora cumprir a meta estipulada.

Além do Rio Grande do Sul, a Oi será punida em outros 14 estados. O não cumprimento das exigências da Anatel também ocorreu nas seguintes localidades: Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Sergipe

Fonte: O Alvoradense