Nos bairros, ruas estão imundas devido a falta de recolhimento do lixo e da chuva, que contribui para espalhar a sujeira | Foto: Jonathas Costa / OA

A suspensão do recolhimento de lixo em Alvorada desde o sábado já impacta no cenário das ruas. O acúmulo de sacolas plásticas e caixas é figura presente em praticamente todos os bairros.

Nem mesmo o Centro da cidade escapa. Na frente das lojas, pilhas de entulhos se aglomeram desde o final de semana e em alguns casos prejudicam até a passagem de pedestres.

A chuva que atinge a cidade desde o domingo também contribuiu para a intensificação da sujeira. Com os lixos jogados pelo chão ou empilhados em esquinas e postes, a água espalhou sacolas por calçadas e ruas. A ação de animais abandonados completa o cenário de caos.

No Centro, lixeiras já não têm mais espaço para tanto lixo | Foto: Jonathas Costa / OA
No Centro, lixeiras já não têm mais espaço para tanto lixo | Foto: Jonathas Costa / OA

Se por um lado a chuva atrapalha, por outro a falta de sol diminui a intensidade do odor do lixo. Ainda assim, a propagação de doenças preocupa.

A Prefeitura acionou judicialmente a empresa contra a suspensão do recolhimento do lixo, por considerar o serviço essencial para a saúde pública. Já a companhia cobra os valores em aberto do contrato e alega não ter dinheiro nem para o diesel dos caminhões. O impasse mantém sem previsão a retomada da coleta de lixo na cidade.

Fonte: O Alvoradense