Os 133 profissionais estrangeiros foram recebidos na manhã desta sexta-feira | Foto: Caco Argemi / Palácio Piratini / Divulgação / OA
Os 133 profissionais estrangeiros foram recebidos na manhã desta sexta-feira | Foto: Caco Argemi / Palácio Piratini / Divulgação / OA

Um café da manhã, recepcionou hoje (1º) os 100 profissionais do Programa Mais Médicos que começar a atuar no Estado a partir de segunda-feira (4) no RS. Com o grupo de médicos estava a coordenadora da Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil, Vivian Chavez Perez, e a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

Recepcionados no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, os médicos devem atuar em 32 municípios – seis deles devem iniciar, na próxima semana, o trabalho em Alvorada.

O médico cubano Osmani  Matos, que irá trabalhar em Porto Alegre, agradeceu em nome dos colegas o acolhimento do povo gaúcho. “A saudade da nossa família é grande, mas ela cresce a cada dia, com cada paciente, com cada vida salva. A medicina é uma arte e nós lutamos pela vida. Viva o internacionalismo, viva o Brasil, viva o Rio Grande do Sul.”

Conforme o governador Tarso Genro,o modelo de medicina do Brasil combina a oportunidade que os médicos têm de exercer a profissão com o Sistema Único de Saúde (SUS). “Aqui no Estado, os usuários do sistema avaliam o SUS como bom ou muito bom. É claro que temos problemas, mas estamos aperfeiçoando o sistema e o  Mais Médicos é reflexo desta mudança. A presença de vocês integra esta batalha de qualificação do SUS. O trabalho e a vinda de vocês tem que ser festejada por nós”, declarou Tarso, ao desejar boas vindas aos profissionais.

A ministra Ideli disse que os médicos, saem de seus países, largam o conforto das suas famílias para prestar atendimento médico aos brasileiros. “É sempre importante ressaltar o sentimento de desprendimento e solidariedade de vocês. Não existe exemplo melhor de compromisso do que vocês estão demonstrando. Este programa traz muitas lições, mas principalmente mostra o que há de melhor no ser humano, e isso vocês estão fazendo muito bem. Os gaúchos são o orgulho do povo brasileiro e irão receber vocês muito bem”, destacou a ministra.

Em setembro, houve a recepção de 44 médicos internacionalistas no Palácio Piratini, e nesta segunda fase, 133 profissionais chegaram ao Estado. Os profissionais vem da Argentina, Colômbia, Cuba, El Salvador, Espanha, Índia, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Os médicos devem trabalhar nos municípios de Alvorada, Bagé, Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Canoas, Crissiumal, Derrubadas, Campo Bom, Dom Pedrito, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Itaqui, Jaguarão, Novo Hamburgo, Parobé, Pelotas, Porto Alegre, Quaraí, Redentora, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, Santo Antônio da Patrulha, São Borja, São Leopoldo, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Taquara, Nova Hartz, Uruguaiana e Viamão.

Fonte: O Alvoradense