Nível da água aumentou e atingiu diversas residências em Alvorada | Foto: Jonathas Costa / Arquivo OA

O temporal fez com que 115 pessoas se abriguem no Ginásio Municipal Tancredo Neves e no Centro Profissional Anísio Teixeira até a tarde desta quinta-feira (15). Existem centenas de outros desabrigados, mas que conseguiram estadia em casas de amigos ou parentes.

A prefeitura pede à comunidade a doação de alimentos não perecíveis, material de higiene e limpeza, fraldas descartáveis infantis e geriátricas, cobertores, colchões, roupas de cama e toalhas de banho. Estes são os itens em maior falta para os desabrigados. A ajuda pode ser feita na Central de Doações na Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social (rua Wenceslau Fontoura, 126, bairro Nova Americana).

A Defesa Civil segue sobrecarregada em Alvorada. Na manhã desta quinta faltaram caminhões para atender todas as demandas da cidade por conta das enchentes. Com isso, a entidade pede voluntários para auxiliar na remoção de famílias. Interessados em ajudar podem ligar para o número (51) 3044-8686 ou (51) 3044-8687.

Os bairros mais afetados são os seguintes: Americana, Nova Americana, Umbu, Barcelos, São Caetano, Santa Clara, Sumaré e Onze de Abril. A instabilidade pode durar mais alguns dias em Alvorada. A situação segue de alerta para a comunidade.

Fonte: O Alvoradense