Reunião entre prefeitura, Acial e CEEE ocorreu na sexta-feira | Foto: CCS/Divulgação/OA
Reunião entre prefeitura, Acial e CEEE ocorreu na sexta-feira | Foto: CCS/Divulgação/OA

Desde o começo de dezembro a prefeitura de Alvorada articula junto ao Governo do Estado e a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) melhorias na rede de distribuição de energia elétrica da cidade.

Depois de dois apagões que chegaram a deixar a cidade completamente no escuro por horas no inicio do mês de dezembro, as negociações se intensificaram. As falhas interferiram também no abastecimento de água, o que gerou grandes transtornos para a população nos últimos dias de 2013.

Segundo a companhia, no entanto, a partir deste ano Alvorada passa a integrar os programas de ampliação de rede da estatal.

Em reunião realizada na sexta-feira (03) entre prefeitura, Associação Comercial de Alvorada (Acial) e diretores técnicos da CEEE, ficou firmado o compromisso de qualificar o fornecimento e a distribuição de energia elétrica na cidade. Na reunião os técnicos da empresa deram explicações sobre o andamento dos trabalhos de ampliação e qualificação da rede.

No dia anterior (02) o Secretário Municipal de Governo, Marcus Thiago, e o Secretário da Fazenda, Antônio Benigni, já haviam sido recebidos para tratar dos investimentos feitos na cidade.

O diretor-presidente da CEEE que a empresa possui um programa em andamento que prevê a expansão de sistemas de distribuição e transmissão de energia elétrica para a cidade de Alvorada.

O grupo de trabalho tratou sobre a Ampliação da Subestação Viamão 2, que prevê novas saídas para Alvorada; construção de novos ramais alimentadores que beneficiarão os bairros Stella Maris, Jardim Algarve, Formoza e Aparecida; reforma de redes que beneficiarão diretamente os bairros Umbu, Jardim Algarve e Vila Americana; sistemas de automação para dar uma resposta mais ágil no atendimento e interrupções de energia; além da construção de uma nova subestação, que se chamará SE Alvorada 2, com investimentos na ordem de R$ 28,8 milhões para atender 42 mil consumidores. Ao todo a cidade deve receber investimentos na ordem de R$ 40,7 milhões no setor até 2015.

Segundo a estatal a instabilidade no fornecimento de energia elétrica na cidade está sendo tratada pelo Governo do Estado como sintoma do crescimento no padrão de consumo da população.

Gerson Carrion e Guilherme Barbosa qualificaram tal situação como consequência da mudança da qualidade de vida, principalmente da população que outrora sequer tinha acesso à energia elétrica. “Em pouco tempo conseguimos incluir famílias no fornecimento de energia elétrica e, neste momento, percebemos que além da inclusão as famílias ampliaram o consumo, demonstrando uma melhora na qualidade de vida”, contextualizou Carrion.

A apresentação pública dos investimentos em distribuição e transmissão de energia à comunidade alvoradense está prevista para acontecer ainda este mês no Salão Nobre da Prefeitura.

Fonte: O Alvoradense