Caminhada partiu da escola onde Gabriel estudava e chegou até a prefeitura da cidade | Foto: Jonathas Costa / OA
Caminhada partiu da escola onde Gabriel estudava e chegou a prefeitura da cidade | Foto: Jonathas Costa / OA

A comunidade do bairro Água Viva saiu às ruas na manhã desta quinta-feira (18) em manifestação contra a violência. O assassinato do jovem Gabriel Leiria, de 17 anos, revoltou os moradores. Amigos e familiares estiveram presentes no ato.

A caminhada partiu da Escola Estadual Júlio Cezar Ribeiro de Souza, local onde o menino estudava. Professores e diretores da instituição de ensino compareceram no manifesto. A comunidade se dirigiu a pé até a prefeitura. Em frente ao prédio, na praça Leonel Brizola, as pessoas soltaram balões brancos e fizeram orações.

Uma reunião entre representantes da prefeitura e do comando da Brigada Militar deve ser marcada para os próximos dias. O objetivo é solicitar mais segurança para o bairro. Gabriel foi velado nesta quarta-feira.

O crime que comoveu os alvoradenses aconteceu no início desta semana. Gabriel estava voltando da padaria com seu amigo, Henrique Santos, de 15 anos. Os jovens foram abordados por assaltantes. Como não estavam com pertences de valor, os criminosos dispararam dois tiros. Um foi suficiente para levar Gabriel a morte. O amigo foi encaminhado ao hospital e teve que fazer uma cirurgia.

Fonte: O Alvoradense