Mário Gonçalves | Foto: Amanda Fernandes

O mais novo dos candidatos a prefeito de Alvorada, Mario Gonçalves, ou Mario do Metrô, como ficou conhecido, se diz um homem cheio de esperança e de fé, que acredita no bem, nas pessoas e em Deus.

Natural de Santa Catarina, Mario veio para ficar apenas seis meses em Alvorada. Era, segundo ele, o tempo necessário para juntar dinheiro e poder voltar para sua cidade natal, mas com o passar do tempo ele viu na cidade um local onde poderia fixar residência e criar os filhos.

O começo foi, segundo Mario, dentro associações de moradores, na tentativa de melhorar a cidade que ele escolheu para viver com sua família. O sindicalista, que hoje é candidato pelo Partido Social Cristão (PSC), afirma que já havia se decepcionado com a política no passado, mas decidiu ser agente de mudança no ambiente político. O candidato que entregou a documentação necessária para a homologação de sua candidatura nos últimos minutos do prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral afirma que passou a questionar mais o mundo quando aprimorou seus estudos bíblicos. Foi, de acordo com ele, na Bíblia que encontrou a motivação para tentar mudar a cidade.

 “A democracia é o que nos dá liberdade”

Mario afirma que foi dentro da igreja e nos seus quatro anos de estudos bíblicos mais profundos que ele encontrou apoio e conhecimento para disputar o pleito. “Eu tive uma escolha: ou continuava o estudo até me tornar pastor, ou entrava na política e tentava mudar a cidade”. Depois de muito pensar, Mario decidiu que “pastores existem muitos, mas políticos honestos são poucos no país”.

Através do PSC, Mario encontrou uma alternativa para criar uma liderança dentro de sua comunidade e percebeu que era possível mudar algumas realidades. De acordo com ele, que guarda lembranças da adolescência vivida em tempos de Ditadura Militar, vê em sua própria candidatura uma alternativa para que Alvorada passe se envolver mais com política.

 

Fonte: Amanda Fernandes / OA