Classe médica é contrária ao programa do governo federal | Foto: Valter Campanato/ABr/OA
Classe médica é contrária ao programa do governo federal | Foto: Valter Campanato/ABr/OA

A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) vai convocar  uma assembleia para decidir se fará ou não uma paralisação nacional dos médicos na segunda (07) e terça-feira (08) da próxima semana.

A greve vem em oposição às mudanças ao texto do Programa Mais Médicos, aprovado pelo Congresso Nacional na terça-feira (1º), deve ser decidida ainda nesta sexta-feira (04).

Para a associação que representa 53 sindicatos médicos, as modificações do texto do Mais Médicos prejudica ainda mais os profissionais.

O ponto mais polêmico destacado pela categoria é o que define que o registro médico seja concedido pelo Ministério da Saúde – e não mais pelos conselhos regionais de medicina, como é hoje. Outra critica da classe é pela ampliação do programa que passaria de três para quatro anos.

Fonte: O Alvoradense