Capitão Soccol explicou trabalho da 2ª Companhia para os moradores | Foto: Clóvis da Rocha / Especial OA

Uma reunião no final da semana passada entre os moradores do bairro Porto Verde, na zona Sul da cidade, e representantes da 2ª Companhia da Brigada Militar de Alvorada, debateu as ações da corporação na região.

Segundo os moradores, nas últimas semanas o aumento da criminalidade tem preocupado a comunidade local.

O capitão Soccol explicou aos moradores, presentes da sede da associação do bairro, o funcionamento da recém inaugurada companhia da BM, localizada na Avenida Zero Hora. Segundo ele, apesar de estar instalada no Jardim Algarve, a companhia atende todos os bairros das zonas Sul, Oeste e Leste. Seriam no total, 11 localidades.

A queixa dos moradores pela dificuldade em conseguir realizar uma chamado de emergência pelo 190 também foi debatida. As ligações feitas no Porto Verde acabam sendo direcionadas para Porto Alegre, o que inviabiliza o atendimento.

Para Soccol, isso acontece pela proximidade entre as localidades. Enquanto o problema não é solucionado, o número de telefone da companhia ficou à disposição.

Uma comissão de moradores foi organizada e deve acompanhar o trabalho da BM no bairro. Tiano Caduri, Sandro Soares, Rosa Maria Farias, Laura Santos e Marcelo Gonçalves, todos moradores da região, ficarão responsáveis por encaminhar novas solicitações, como o aumento do efetivo e de viaturas da companhia e a instalação da uma nova antena para atendimento do 190, além de acompanhar ações de segurança em geral.

Comissão formada pelos moradores Tiano Caduri, Sandro Soares, Rosa Maria Farias, Laura Santos dos Santos e Marcelo Gonçalves | Foto: Clóvis da Rocha / Especial OA
Comissão formada pelos moradores Tiano Caduri, Sandro Soares, Rosa Maria Farias, Laura Santos dos Santos e Marcelo Gonçalves | Foto: Clóvis da Rocha / Especial OA

Fonte: O Alvoradense