Fluxo de caminhões de lixo destruiu o que antes era um campo utilizado pela população | Foto: Dilana Luz/Arquivo Pessoal/OA
Fluxo de caminhões de lixo destruiu o que antes era um campo utilizado pela população | Foto: Dilana Luz/Arquivo Pessoal/OA

Antes era o acúmulo de lixo que incomodava os moradores próximos às ruas Santo André e São Vicente, no Bairro Sumaré. Como solução, a prefeitura instalou três contêineres em um campo de futebol, que agora geram ainda mais dor de cabeça em que mora próximo ao local.

De acordo com eles, os contêineres não só não melhoraram a situação do acúmulo de sujeira na região, como pioraram as condições do local, inviabilizando de vez a utilização da praça. O problema, desta vez, são os caminhões utilizados para recolher o lixo.

A moradora Dilana Luz conta que os problemas vão além das condições de uso do espaço. “Antes o lixo era trazido e deixado no chão, que era prejudicial por causa do mal cheiro e dos ratos, baratas e mosquitos que apareciam. Hoje as pessoas colocam dentro dos contêineres e quando estão cheios deixam pela volta. Não sei o que é pior, porque continua o mal cheio e os bichos, e agora os caminhões estão “detonando” com o campo, fazendo buracos e deixando tudo num lamaçal só”, explica.

O espaço, garantem os moradores, é de propriedade da prefeitura. Eles sugerem o cercamento da área para evitar mais danos.

Procurada pel’O Alvoradense, a prefeitura informou que iria se manifestar sobre o caso, o que não ocorreu até o momento da publicação desta matéria.

Lamaçal impede população de utilizar o local | Foto: Dilana Luz/Arquivo Pessoal/OA
Lamaçal impede população de utilizar o local | Foto: Dilana Luz/Arquivo Pessoal/OA

Fonte: O Alvoradense