Movimento toma força nos estados do Sul / Foto: O Sul é Meu País / Divulgação / OA

O movimento separatista O Sul é o Meu País, está organizando uma consulta popular a ser realizada na véspera das eleições, no sábado, 1º de outubro. A ação será conjunta nos três estados da Região Sul – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e quer avaliar o apoio popular à ideia de emancipação política e administrativa da região, de forma pacífica e democrática.

O Plebisul 2016, como está sendo chamado o evento, vai contar com 25 urnas distribuídas nas proximidades dos principais colégios eleitorais de Alvorada, “o que é permitido por lei”, esclarece Anidria Rocha, moradora de São Jerônimo e uma das representantes do movimento.

Em Alvorada está se encaminhando a formação da comissão municipal, e até o momento já conta com cerca de 40 voluntários para o dia 1º. “O ideial seriam 100 pessoas, quatro por urna”, considera Anidria, mas ela acredita que o número deva aumentar com a instalação da comissão e sua divulgação entre os moradores.

Na região metropolitana de Porto Alegre a consulta acontece em todas as cidades, chegando a 648 urnas. Serão quatro mil nos três estados, alcançando 1191 municípios. A meta é atingir 5% dos eleitores do Sul do Brasil, ou seja, um milhão de votos favoráveis. Em Alvorada seriam 6.250 votos.

Anidria explica que o plebiscito é consultivo, sem valor jurídico perante as leis brasileiras. “Trata-se de uma consulta popular e uma oportunidade de divulgar o movimento e, com o resultado, realizar uma pressão popular para buscarmos junto a entidades internacionais apoio para a realização do plebiscito oficial”, explica.

Fonte: O Alvoradense