Foto: Arquivo / OA

Com o objetivo de priorizar os casos de maior complexidade, o Hospital de Alvorada passa por mudanças no Pronto Atendimento a partir de quarta-feira (15).

Inicia então o agendamento, quando serão atendidos oito pacientes a cada hora, direcionados a dois clínicos gerais, dando preferência aos classificados na triagem com as cores vermelho, laranja e amarelo (emergência, muito urgente e urgente, respectivamente).

Os que recebem a pulseira verde e azul (pouco urgente e não urgente) serão encaixados nos horários, conforme disponibilidade de horários. “A intenção é cumprir a missão do hospital, de atender os casos urgentes, que não podem ser atendidos na rede básica de saúde”, explica a diretora técnica Soraya Malafaia Colares, médica pediatra e infectologista, com qualificação em gerência hospitalar. Em levantamento realizado em 2015, verificou-se que 85% dos atendimentos eram relacionados a casos de menor complexidade. “O que acontece é que acabamos atendendo o dobro de nossa capacidade, em detrimento de nosso objetivo”.

Ela afirma que a experiência já é aplicada com sucesso no Hospital da Restinga e na UPA do Strip Center, ambas em Porto Alegre. Salienta ainda que o Hospital de Alvorada é materno-infantil, com amplo atendimento em obstetrícia e neonatal, sendo inclusive a primeira unidade com Centro de Parto Normal do Sul do Brasil. “Recebemos gestantes de Viamão e também da Zona Norte de Porto Alegre”, declara a Dra. Soraya, ressaltando que, apesar de todas as dificuldades, agravadas pela crise financeira que passa o país, as equipes seguem atendendo e cumprindo seu papel junto à comunidade alvoradense e da região.

Fonte: O Alvoradense