Em todo o país, 47,1 mil pessoas foram assassinadas em 2012 | Foto: Jonathas Costa/Arquivo OA
Em todo o país, 47,1 mil pessoas foram assassinadas em 2012 | Foto: Jonathas Costa/Arquivo OA

O número de estupros no Brasil subiu 18,17% em 2012, na comparação com o ano anterior, e foi maior do que o de homicídios dolosos (com intenção de matar), segundo aponta o 7º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Em todo o país, foram registrados 50,6 mil casos, o correspondente a 26,1 estupros por grupo de 100 mil habitantes. Em 2011, a taxa era de 22,1.

Os estados com as maiores taxas de estupro para cada 100 mil habitantes foram Roraima, Rondônia e Santa Catarina. As menores taxas, por sua vez, ocorreram na Paraíba, no Rio Grande do Norte e em Minas Gerais.

Em contrapartida foram registradas 47,1 mil mortes por homicídio doloso em 2012, subindo de 22,5 mortes por grupo de 100 mil habitantes em 2011, para 24,3 no ano passado, uma alta de 7,8%.

Alagoas continua liderando o ranking de homicídios dolosos com 58,2 mortes por grupo de 100 mil habitantes, mas houve redução da taxa. Em relação a 2011, o índice recuou 21,9%, ou seja, passou de 2,3 mil mortes em 2011, para 1,8 mil mortes em 2012. No grupo de estados com as menores taxas de morte por grupo de 100 mil habitantes estão Amapá (9,9), Santa Catarina (11,3), São Paulo (11,5), Roraima (13,2), Mato Grosso do Sul (14,9), Piauí (15,2) e Rio Grande do Sul (18,4).

Fonte: Agência Brasil