Desde 2013 já foram constatadas nove ocupações irregulares | Arquivo Pessoal / OA

As ocupações de áreas públicas se intensificaram nas últimas semanas na cidade e mobilizaram as autoridades ao longo da semana. Somente neste mês foram quatro os casos e outros dois já haviam sido registrados ao longo do ano. No total, desde 2013 foram nove ocupações irregulares, o que motivou reunião do Conselho da Cidade para debater o tema e formar comissão para junto ao Governo do Estado solicitar o cumprimento das reintegrações de posse das áreas e o auxílio para evitar novas investidas.

Em reunião do Conselho na quarta-feira, dia 21, foi aprovada a criação de uma patrulha da Brigada Militar para prevenção de novas ocupações. “A patrulha não será um serviço de vigia 24 horas, mas sim uma viatura que terá como prioridade evitar novas ocupações”, esclarece o comandando do 24º Batalhão da Polícia Militar de Alvorada, major Padilha.

Manifestação
Na noite de quinta-feira, 22, uma manifestação de moradores de área ocupada no bairro São Lourenço bloqueou a avenida Presidente Getúlio Vargas, no acesso à ERS-118, próximo ao Distrito Industrial.

Os membros da Comunidade da Paz atearam fogo em uma barricada de madeiras em protesto à tentativa da empresa proprietária do local de retomar a área ocupada há dois meses por 230 famílias.

Foi necessária a presença do Corpo de Bombeiros para controlar as chamas e da Brigada Militar para liberar a avenida, após uma hora de bloqueio. Eles prometeram novas ações nos próximos dias.

Fonte: O Alvoradense