Foto: Polícia Civil / OA

A proprietáriA de uma reciclagem localizada no bairro Formoza foi presa nesta quarta-feira (17) acusada de furto, com pena prevista de um a quatro anos de reclusão.

Os policiais, juntamente com técnicos da empresa CEEE, estiveram no local onde identificaram a ligação clandestina diretamente na rede, o que provocou a prisão em flagrante.

Esta ação é da Delegacia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e contou com a coordenação do Delegado de Polícia Luciano Dias Peringer.

O furto de energia por estabelecimentos comerciais está no foco de combate da Delegacia. Além de gerar grandes perdas na rede de energia, a conduta gera perigo e instabilidade na rede elétrica, com prejuízos à população, além de promover concorrência desleal: “aquele que mantem comércio regularmente não consegue competir de forma igualitária com aquele que se vê livre do custo de energia intrínseco à atividade econômica”, ressalta o delegado.