Foi deflagrada esta semana uma operação conjunta entre Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Alvorada (Comdica), Conselho Tutelar, Brigada Militar (BM) e agentes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico para vistoriar as casas noturnas da cidade.

Em um dos estabelecimentos vistoriados, onde a entrada de menores de idade é proibida, foi constata a presença de um adolescente que foi entregue aos responsáveis mediante termo de responsabilidade.

A casa noturna foi advertida pelos Conselhos e a BM lavrou um termo circunstanciado por posse de entorpecentes.

O responsável pelo local tinha em seu poder uma pequena quantidade de drogas e acabou autuado por isso.

Segundo o presidente do Comdica, Tiano Caduri o intuito da operação é fiscalizar a venda de bebidas alcoólicas e a permanência, sem autorização ou desacompanhados, de menores de idade nesses locais.

Conforme Caduri, a operação foi motivada por solicitação do Ministério Público e está amparada por um conjunto de leis “Sabemos que estas ações são vistas com antipatia por alguns empresários e adolescentes, mas temos a consciência da importância deste trabalho para a prevenção as drogas licitas e ilícitas. Precisamos trabalhar pela construção um ambiente saudável para a diversão dos jovens”, completou.

Fonte: O Alvoradense