Ação aconteceu na manhã desta terça / Foto: Juarez Sant' Anna / MPRS / Divulgação / OA

Um supermercado de Alvorada faz parte das investigações da Operação Financiador, deflagrada pelo Ministério Público e Polícia Civil nesta terça-feira (21).

As investigações iniciaram em novembro de 2016 e são um desdobramento do caso em que o Ministério Público denunciou integrantes de uma organização criminosa que praticava lavagem de dinheiro no supermercado de Alvorada.

Esta operação apura crimes de lavagem de dinheiro, violação de sigilo funcional e organização criminosa. Entre os detidos pelo cumprimento dos mandados de prisão preventiva estão um delegado e um comissário de Polícia aposentado.

Conforme apurado, por meio de conta corrente de terceiros e de empresas de fachada, o delegado e o comissário aposentado financiavam grupos criminosos que praticavam roubos de carga, receptação e estelionatos. Até o momento foi apurada lavagem de R$ 1 milhão e 100 mil.

Relembre o caso de Alvorada
Em 25 de novembro a Polícia Civil realizou a quinta e última fase da Operação Versa, desarticulando uma quadrilha especializada no roubo de cargas e que também realizava lavagem de dinheiro e estelionato. Foram presas 14 pessoas ao longo da investigação, que durou seis meses.

Um dos criminosos presos era dono do supermercado em Alvorada, usado para lavar o dinheiro proveniente do roubo de carga. Ele foi preso em Florianópolis após fechar o estabelecimento na cidade e pretendia abrir o mesmo negócio na capital catarinense.

Cinco dos 14 presos eram motoristas de caminhão e tinham conhecimento da atividade, o que facilitava a ação. Os produtos visados pelo grupo eram arroz, carne e frios, que possuem fácil colocação no mercado.

Fonte: O Alvoradense