Foram apreendidos pelos policiais: drogas, dinheiro e munição | Foto: Policia Civil / Divulgação / OA

A policia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira a operação rede de combate ao trafico de drogas sintéticas e anabolizantes em Porto Alegre, Viamão e Canoas.

A ofensiva, denominada “Rede”, tem o objetivo de cumprir 16 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão temporária na Capital, em Canoas e em Viamão. Ao menos oito pessoas já foram presas.

Os mandados em Porto Alegre devem ser cumpridos nos bairros Santana, Jardim Lindóia e Vila Farrapos. A operação é realizada pela 3ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc).

Cerca de 60 policiais participaram da operação que tem como objetivo coibir, também, a venda de outros entorpecentes.

Segundo o delegado Marcus Viafore, coordenador da operação, durante os seis meses de investigação, ocorreram 12 prisões e a apreensão de uma maquina para a produção com comprimidos de excstasy, bem como a substancia utilizada como principio ativo a droga.

Também foram apreendidos mais 709 comprimidos de ecstasy, 83 tubos de lança-perfume, quase 34kg de maconha, 223,75 gramas de cocaína, 281,44g de crack, e armas de fogo.

O delegado Viafore ainda explicou que os traficantes investigados atuavam em rede, pois não havia hierarquia rígida entre eles, podendo comprar e vender a droga sem exclusividade.

Conforme as investigações, os criminosos atuavam em quatro níveis, todos independentes. Havia os distribuidores, que buscavam a droga em Santa Catarina ou em outros locais; os atacadistas, que não mantinham relação hierárquica com os primeiros e que vendiam aos varejistas, os quais, por sua vez, revendiam os entorpecentes ao público em geral.

Ainda, verificou-se que parte desse público que consumia também vendia a droga a outros consumidores.

Uma máquina e o principio ativo para a produção de ecstasy foram apreendidos durante as investigações | Foto: Policia Civil / Divulgação / OA
Uma máquina e o principio ativo para a produção de ecstasy foram apreendidos durante as investigações | Foto: Policia Civil / Divulgação / OA

Fonte: O Alvoradense / Com informações Correio do Povo