Eduardo Alves e Karine Rodrigues conservam laços com a cidade / Foto: Mariú Delanhese / OA

Quando o Vocal 5 se apresentou pela primeira vez no quadro A Capella do Domingão do Faustão, Alvorada se sentiu representada. Dos seis integrantes do grupo musical (um deles não participou por compromissos profissionais), dois são alvoradenses.

Eduardo Alves tem família e amigos no bairro Americana e, apesar de morar em Porto Alegre, é presidente da Associação dos Músicos de Alvorada (Amusa). Já Karine Rodrigues segue moradora de Alvorada desde os tempos do Ídolos, quando passou a ser mais conhecida na cidade, e no país, claro.

Passado menos de um mês da grande final, ocorrida em 20 de março, o jornal O Alvoradense conversou com eles na praça central João Goulart sobre o futuro do grupo. “Esse prêmio nos mostrou que já estávamos no caminho certo”, avalia Eduardo. “Agora resta nos profissionalizar ainda mais musicalmente e seguir usufruindo do sucesso conquistado.”

Desde a final do A Capella, foram surgindo muitos contatos para apresentações no Estado. “Estamos prontos para o público de Alvorada, aguardando apenas um convite”, revela Karine.

Quanto ao potencial artístico do município, os dois concordam que existem vários estilos musicais, todos com qualidade e profissionalismo. “A própria Escola de Música Iemat, por onde passamos, forma grandes músicos e cantores há anos.”

[wp-svg-icons icon=”file-4″ wrap=”b” color=”#993366″] Relembre: Sete anos após Ídolos, Karine diz que fama não é prioridade

Eles agradeceram a grande mobilização dos gaúchos, principalmente dos alvoradenses, e salientam o espaço que a imprensa local deu à participação do Vocal 5 no quadro.

“Já a partir da primeira apresentação tivemos apoio em Alvorada, e isso foi muito importante e motivador para o grupo”, avalia Eduardo.

Fonte: O Alvoradense