Consumidores devem optar por presentes mais baratos este ano no Brasil| Foto: Valter Campanato / Agência Brasil / OA

A Páscoa em 2015 será marcada por ovos de chocolate menores, barras e tabletes. Segundo Antônio Cesa Longo, presidente da Agas (Associação Gaúcha de Supermercados), as empresas projetam um crescimento real médio de 2% na festividade na comparação com o ano passado.

Os supermercados vão comercializar 9 milhões de ovos de chocolate, que deverão alavancar um faturamento de R$ 104 milhões para o setor. Entretanto, o consumidor deve se preparar: os produtos estarão 9% mais caros que em 2014.

Ovos de páscoa em geral subiram 10,9% de valor. Até mesmo a caixa de bombom tradicional, de 400g, estará 7,6% mais cara – ainda assim, o setor acredita que será o maior faturamento da história do produto. “É o tradicional presente de última hora”, salienta Longo.

O Rio Grande do Sul é responsável por 12% do consumo nacional de chocolates. O Brasil é o terceiro maior mercado consumidor do mundo do produto, atrás apenas dos Estados Unidos e da Alemanha.

Empregos temporários
De acordo com os números do Associação, 10% dos supermercadistas pretendem contratar funcionários temporários para a Páscoa. No total, a Páscoa irá gerar cerca de 1,5 mil empregos temporários no RS, efetivando pelo menos 20% dos profissionais ao final da festividade. 90% destas vagas serão criadas pela indústria, em cargos como operador de logística, montador, promotor de vendas e estoquista.

Fonte: O Alvoradense