Alvorada foi a cidade da Região Metropolitana onde ocorreram mais infrações por causa de

Alvorada foi a cidade da Região Metropolitana onde ocorreram mais infrações por causa de boca de urna durante o domingo de eleição. De acordo com o comandando do 24º Batalhão da Policia Militar (BPM) o encaminhamento das 61 pessoas detidas por boca de urna se deveu ao intenso trabalho realizado pela Brigada Militar (BM) de Alvorada durante todo o dia visando garantir uma eleição tranquila aos candidatos e cidadãos.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) nenhum candidato foi detido sob acusação de boca de urna, mas 59 militantes foram autuados. Das 61 pessoas pegas pela BM, 39 assinaram os Termos Circunstanciados, já que esses crimes são considerados de menor poder ofensivo. Os acusados de boca de urna assinaram os termos e foram liberados durante a tarde de ontem.

Dentre os presos apenas três foram encaminhas à Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA) ao invés do Foro. Dois deles por serem menores de idade a terceira a jovem de 20 anos que fotografou o voto na urna. A jovem foi detida, teve o celular apreendido e deve responder criminalmente pela ação.

Eleitora se sentiu coagida

Uma das ocorrências que chamaram a atenção ao longo do dia ocorreu na escola Nossa Senhora do Carmo. Uma eleitora, que estava acompanhada de sua mãe, se sentiu coagida por um grupo de homens que faziam boca de urna. “Eles me ofereceram e ao verem que não queria, me chamaram de ignorante e começaram a me ofender”, disse Maria Eva Viana, de 50 anos. Sua filha, Cintia Viana, de 30 anos, decidiu denunciar o ato. “O brasileiro é um povo muito descansado. Tenho o direito e o dever de denunciar”, disse. A Brigada acabou encaminhando todos para o Foro. Seis acabaram presos.

Fonte: O Alvoradense