Patrulha já está em atividades na cidade | Foto: 24ºBPM / Divulgação / OA
Patrulha Maria da Penha está em atividades na cidade desde junho de 2014 | Foto: 24ºBPM / Divulgação / OA

A Patrulha Maria da Penha atendeu 720 ocorrências de violência contra mulheres em dez meses de atividades. A equipe também realizou 380 visitas a pessoas com medidas cautelares de proteção – as quais 340 foram monitoradas até o desfecho. O índice de sucesso nas ações é de 90%.

Inaugurada em junho de 2014, a patrulha é feita por uma dupla de soldados do 24º Batalhão da Brigada Militar – sempre um homem e uma mulher. Na época governador, Tarso Genro (PT) foi quem entregou as chaves de uma nova viatura, apropriada para o atendimento, em cerimônia especial. Os policiais que atuam na patrulha tiveram um treinamento específico sobre a Lei Maria da Penha.

Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher  completou um ano em março | Foto Amanda Fernandes / OA
Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher completou um ano em março | Foto Amanda Fernandes / OA

A ação tem o objetivo de ser uma assistência as mulheres que vivem em condições de risco. É feito um acompanhamento especializado e exclusivo, que atende as ocorrências de violência doméstica e monitora medidas de proteção determinadas pelo poder Judiciário. A equipe da BM conta também com a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, que completou um ano de trabalhos em março.

A patrulha Maria da Penha atua de segunda-feira à sexta-feira, das 8h às 16h. Para denunciar ou contratar, estão disponíveis os seguintes telefones para contato: (51) 3483-50-50 ou (51) 8632-0357. O número geral da polícia, o 190, também é uma alternativa.

Fonte: O Alvoradense