Pela primeira vez, Estado apresenta bandeira preta

32ª rodada do mapa do Distanciamento Controlado tem duas regiões com alto risco

333
Reprodução / OA

Pela primeira vez, após oito meses de Distanciamento Controlado, duas regiões ficaram com o nível de restrição máximo previsto no sistema de enfrentamento à pandemia no Rio Grande do Sul. O governo do Estado divulgou nesta segunda-feira (14) que as regiões de Bagé e de Pelotas estão oficialmente em bandeira preta (risco epidemiológico altíssimo) a partir da 0h desta terça (15), quando passam a adotar protocolos do nível de restrição mais alto do Distanciamento Controlado.

Assim, o mapa definitivo da 32ª semana do Distanciamento Controlado permanece com 18 regiões, incluindo a de Porto Alegre, a qual Alvorada pertence, em bandeira vermelha (risco alto) e uma em laranja (médio), que é a região de Cruz Alta, conforme a classificação preliminar. A vigência das novas bandeiras segue até as 23h59 da próxima segunda-feira (21/12).

Lockdown

Ainda que seja o nível mais alto, a bandeira preta não é o mesmo que lockdown, implantado em outros países e em alguns Estados brasileiros. Representando o risco epidemiológico altíssimo, a cor preta significa que tanto a capacidade hospitalar como o contágio por coronavírus alcançaram níveis críticos nas regiões. Por isso, indica a necessidade de cuidados mais rígidos do que os já adotados na bandeira vermelha.