Plano foi votado na Assembleia Legislativa do estado nesta terça-feira | Foto: Divulgação
Plano Estadual de Educação foi votado na Assembleia Legislativa do RS nesta terça-feira | Foto: Divulgação

O Plano Estadual de Educação foi aprovado de forma unânime na Assembleia Legislativa. Após mais de sete horas de debate e clima tenso, foram criadas 40 emendas. Ensinos sobre identidade de gênero e sexualidade, que constavam na proposta original, ficaram de fora do texto final.

As discussões sobre a inclusão do ensino de identidade de gênero também foi destaque na Câmara Municipal. Em Alvorada, os vereadores optaram por retirar estes itens, que taxaram como polêmicos. Uma das justificativas é a de que o tópico não foi aprovado no Plano Nacional de Educação – o qual os estados e municípios buscam se assemelhar.

O objetivo do Plano Estadual de Educação é erradicar o analfabetismo no Rio Grande do Sul. Além disso, foram analisadas questões como a universalização do atendimento escolar, a gestão democrática da educação pública, a valorização dos educadores e a promoção dos princípios do respeito aos direitos humanos, à diversidade e à sustentabilidade socioambiental.

Fonte: O Alvoradense