Agressor da Piratini chegou a queimar o rosto da companheira com um cigarro| Foto: Policia Civil / Divulgação / OA
Agressor da Piratini chegou a queimar o rosto da companheira com um cigarro| Foto: Policia Civil / Divulgação / OA

A Operação União Sem Violência, da Polícia Civil, prendeu mais dois agressores domésticos. Um deles na manhã desta quarta-feira (11) no bairro Santa Bárbara. O homem de 37 anos possui antecedentes, além de violência doméstica, acusações por roubo e estelionato.

A prisão ocorreu devido ao descumprimento de medida protetiva deferido pela Comarca de Alvorada a sua ex-companheira.

Uma outra prisão, com as mesmas características, foi feita na terça-feira (10) no bairro Piratini. Outro homem, também de 37 anos, foi preso ao descumprir uma medida protetiva solicitada pela companheira.

Segundo agentes da 3ª Delegacia de Policia (DP) de Alvorada, o homem possuía um vasto histórico de violência doméstica e desde 2012 sua ex-companheira havia solicitado medida protetiva de urgência, concedida pela Justiça.

O casal, no entanto, voltou a conviver junto. As agressões persistiram, o que levou a mulher a requerer novamente junto à Justiça a tutela estatal no começo deste ano. 

De acordo com o delegado Andre Lobo Anicet, o acusado estava desobedecendo as medidas e continuava com a violência. No começo deste mês uma série de novas agressões, incluindo uma queimadura na face da mulher com um cigarro, culminaram em um novo pedido de prisão preventiva cumprido na tarde de ontem (10).

Os dois presos foram encaminhado à Delegacia de Pronto Atendimento de Alvorada para formalização da prisão e encaminhados ao sistema prisional gaúcho.

Fonte: O Alvoradense