Foto: Polícia Civil RS / Divulgação / OA

Alvorada estava na mira da Polícia Civil em ação deflagrada na segunda-feira (6) contra um grupo responsável por diversos roubos de veículos e a motoristas de aplicativos na Capital e região metropolitana.

Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e seis pessoas foram presas também em Canoas e Porto Alegre pela Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes de Roubo de Veículos (DRV), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). A ação foi coordenada pelos delegados Marco Guns e Rafael Liedtke.

O principal alvo da operação usava tornozeleira eletrônica e é suspeito de ter participado, em 2016, de roubo a estabelecimento comercial que resultou na morte de duas pessoas, uma delas Policial Militar da ativa. Possui, ainda, antecedentes por homicídio doloso tentado, tráfico de drogas, receptação e extorsão.

Segundo as investigações, o acusado tinha um perfil falso cadastrado em aplicativo de transporte de passageiros para solicitar chamadas. Quando o motorista chegava ao local, era anunciado o assalto. Armado, roubava os pertences de valor e o carro da vítima. Esses roubos eram feitos em dupla, sempre com ameaça e emprego de arma de fogo.

Após o roubo, os automóveis eram adulterados nas placas, numeração de vidros, chassi e motor ou clonados. Muitas vezes, os veículos eram utilizados para a prática de novos roubos ou repassados a outras quadrilhas de roubos a estabelecimentos comerciais, de cargas, entre outros.