Jonas, Andrey, Brayan e Cristian trabalhavam e estudavam. Segundo polícia, mortes foram gratuitas | Foto: Divulgação / OA
Jonas, Andrey, Brayan, todos de 16 anos, e Cristian, de 19 anos, trabalhavam e estudavam | Foto: Divulgação / OA

A polícia irá indiciar cinco suspeitos e solicitar internações a outros dois adolescentes pela chacina no Algarve. O inquérito será entregue nesta quarta-feira (22) ao Fórum de Alvorada. É o resultado da investigação do assassinato de quatro jovens que ocorreu em março, na Vila Recanto do Algarve, no bairro Jardim Algarve.

Segundo a Delegacia de Homicídios de Alvorada, oito homens participaram do crime. Kelvin Martins, de 17 anos, que foi morto seis dias depois em Viamão, seria um deles. Além dele, Jonathan de Araújo tem prisão preventiva decretada e está foragido. Já estão presos: Rodrigo Pires, Andrei da Silva e Bruno José da Silva.

| Foto: Ogando da Rocha / Especial / OA
Moradores do Algarve fizeram caminhadas pedindo justiça | Foto: Ogando da Rocha / Especial / OA

A polícia segue as buscas atrás de Christian Macedo Rodrigues, conhecido como Gordo Chris. Ele está sendo apontado como um dos líderes do tráfico de drogas no Loteamento Timbaúva, no bairro Mario Quintana. Além disso, seria ele o comandante dos criminosos responsáveis pela chacina em março. A suspeita é que ele estaria em Santa Catarina no momento.

Os quatro jovens foram assassinados a mando de traficantes do Timbaúva, que tem interesse em controlar aquele ponto. Eles suspeitaram que os adolescentes estavam vendendo drogas na região. Na verdade, estavam reunidos Andrey Flores, Brayan de Andrade e Jonas Dorneles, todos de 16 anos, para celebrar o aniversário de 19 anos de Cristian Rodrigues.

Moradores do Jardim Algarve já havia saído às ruas pedindo por justiça. A chacina chocou toda comunidade, trazendo muita comoção a cidade.

Fonte: O Alvoradense