Entorpecentes foram apreendidos em mais de 70 processos | Foto: Denarc / Divulgação / OA

Mais de três toneladas de drogas serão inciceradas nesta quarta-feira (16) pelo Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico do Rio Grande do Sul (Denarc). Os entorpecentes, que integram 70 processos judiciais de 2007 a 2010 estão avaliados em R$ 5 milhões.

Segundo o diretor do Denarc, delegado Marcelo Moreira da Silva, a queima seria realizada na Semana Nacional Antidrogas, que ocorreu de 21 a 27 de junho, aproveitando também o Dia Internacional de Combate às Drogas, comemorado no dia 26 daquele mês, mas em função da Copa do mundo a data foi transferida.

“Apenas a destruição garante que a droga não é mais uma ameaça à saúde pública”, explicou o diretor da Delegacia de Investigações do Narcotráfico (Dinarc), delegado Cleber dos Santos Lima.

Conforme o Denarc, quando a droga é apreendida, uma pequena quantidade do produto é separada e encaminhada ao Instituto Geral das Perícias (IGP) para análise. Na tramitação processual, o juiz responsável pelo processo autoriza a destruição do material apreendido.

Participarão da incineração servidores do IGP, Vigilância Sanitária e membros do Ministério Público. Além da escolta realizada por terra, o Serviço de Apoio Aéreo do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) irá acompanhar o deslocamento da droga até o local da destruição

Confira as quantidades incineradas:
Maconha: 3 t, 218 kg e 510,10 g;
Cocaína: 35 kg e 598,70 g ;
Crack: 65 kg e 524,68 g;
Pó branco:16 kg e 875 g

Fonte: Correio do Povo