A Delegacia Fazendária do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) deflagrou nesta quinta-feira (09) a operação Kilowatt para combater crimes licitatórios e contra a Administração Pública.

De acordo com o delegado Joerberth Nunes, a polícia investiga desvio de R$ 12 milhões em obras públicas estaduais. Segundo ele, teria havido superfaturamento e pagamento de propina a servidores públicos responsáveis pela fiscalização.

No Rio Grande do Sul, a ofensiva ocorre em Canela, Ivoti, Nova Petrópolis, Novo Hamburgo, Porto Alegre e São Leopoldo. Em São Paulo, os alvos são os municípios de Campinas e Limeira.

Segundo o delegado Nunes, foram emitidas 41 ordens judiciais. Há mandados de busca e apreensão para órgão públicos, empresas e residências, além de mandados de prisão dirigidos a servidores e empresários.

Cerca de 150 policiais civis participam da ofensiva que busca também afastamento de cargos públicos e bloqueio de bens e ativos financeiros. A investigação durou mais de um ano e o inquérito já tem mais de 500 páginas.

Fonte: Correio do Povo