Após conversa no Facebook, policia conseguiu atrair suspeito para tocaia | Foto: Divulgação/PC/OA
Após conversa no Facebook, policia conseguiu atrair suspeito para tocaia | Foto: Divulgação/PC/OA

A Polícia Civil de Alvorada conseguiu prender um homem de 22 anos, suspeito de ter cometido inúmeros homicídios e considerado o mais perigoso e procurado da cidade.

A ação ocorreu na semana passada, mas os detalhes da operação foram revelados nesta quarta-feira (26) pelo jornal Meia Hora, do Rio de Janeiro.

O apelido do suspeito dava o tom da dificuldade para conseguir capturá-lo. Conhecido como Fumaça, o rapaz era procurado desde 2013 por crimes com arma de fogo. Sempre que a policia realizada uma operação, no entanto, ele conseguiu fugir com a ajuda de dois seguranças, que faziam sua escolta.

Segundo o delegado Maurício Barison, um dos homicídios praticados pelo suspeito ocorreu no mês de fevereiro deste ano. Motivado por vingança a uma testemunha que havia prestado depoimento em um processo judicial. “Ele atacou a vítima em via pública com disparos de arma de fogo (pistola .40), matando-a. Atingiu a adolescente e quase feriu crianças que estavam no local”, conta o delegado.

Para conseguir prendê-lo, um inspetor do setor de homicídios da 1ª Delegacia de Polícia de Alvorada criou um perfil no Facebook com um nome fictício: ‘Lucinha Prates’. Ele se apresentou ao suspeito como sendo uma mulher. As conversas começaram no início do mês entre a falsa loira de 24 anos e Fumaça.

Após duas tentativas, os agentes conseguiram fazer com que ‘Lucinha Prates’ chamasse Fumaça para o motel. Eles marcaram o encontro para as 19h da última quinta-feira no pátio do Hipermercado Big, na entrada da cidade. Ao desembarcar de um táxi vindo de Porto Alegre, o suspeito acabou preso pelos policiais que faziam a tocaia. Uma investigadora estava na porta do estabelecimento se passando pela mulher, à espera do acusado.

Fonte: O Alvoradense