Prefeito e comandante da BM receberam representantes dos taxistas | Foto: Jonathas Costa /OA

Após a carreata realizada na manhã desta segunda-feira pelos colegas do taxista Luis Antônio Oliver, uma comissão formada por representantes da categoria, os filhos de Luis e sua esposa foram recebidos na prefeitura pelo Prefeito Professor Serginho e o Major do 24º BPM Marcelo Couto.

O encontro era uma exigência do grupo, que realizou bloqueios na avenida Presidente Getúlio Vargas em ambos os sentidos da via.

Entre as reivindicações dos motoristas está a realização de blitz pela Brigada Militar em outras regiões da cidade, além do Centro, com abordagem dos passageiros. Segundo os taxistas, quando são parados pela polícia, apenas os motoristas são revistados.

“Na semana passada o Luis me falou que tinha sido pego em um blitz onde apenas ele foi revistado. Após sair de perto da polícia o passageiro que estava no banco de atrás avisou que estava armado”, relatou Carla Altaneta, esposa do taxista morto.

Entre os acordos firmados durante o encontro está a ampliação do diálogo entre a categoria e a Brigada Militar de Alvorada. Um primeiro encontro deve ocorrer ainda nesta semana.

A categoria também pediu apoio à prefeitura para lançar uma campanha para que os carros utilizados pelos taxistas saiam de fábricas já equipados com cabines. “Não é 100% de segurança, mas já é 90%”, afirmou o representante do grupo.

Fonte: O Alvoradense