Algumas regiões da cidade ficaram completamente alagadas e seguem sem água potável | Foto: Jonathas Costa / Arquivo OA
Algumas regiões da cidade ficaram completamente alagadas nas enchentes | Foto: Jonathas Costa / Arquivo OA

Os prefeitos da Região Metropolitana irão pedir R$ 1 bilhão ao Governo Federal. Esse é o valor necessário, segundo os cálculos, para resolver a situação emergencial em que várias cidades se encontram. Alvorada segue com algumas regiões alagadas e está sem luz desde segunda-feira.

Uma comitiva foi criada para encontrar a presidente Dilma Rousseff. Ela está montada com o José Ivo Sartori. Os representantes das cidades gaúchas viajam no dia 30 de julho. Esta data havia sido reservada pelo governador anteriormente, que agora irá usar o momento para discutir soluções para as cheias.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa

O dique do arroio Feijó é um dos temas que serão tratados na reunião. A obra deve conter as cheias principalmente no bairro Americana, que nas últimas semanas ficou em baixo d’água. O investimento é de R$ 225 milhões para sair do papel.

Alvorada é um dos principais motivos para realizar o encontro com o poder Executivo. A cidade está em situação de calamidade pública. Sem água, mas alagada. A Corsan afirma que irá começar um processo gradual de reabastecimento na cidade.

Fonte: O Alvoradense