Foto: CCS / OA

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Alvorada abriu quatro processos de compra na modalidade de dispensa de licitação para a aquisição de materiais de limpeza, equipamentos de proteção individual (EPIs) e cestas básicas. O valor gasto com todos as licitações foi de R$ 1.295.162,90. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado.

A licitação que teve o maior valor de recursos foi na aquisição de EPIs. Foram R$ 1.075.563,60 empenhados no dia 27 de março com seis fornecedores diferentes. Deste valor, quase R$ 364 mil foram gastos com a compra de luvas da látex, R$ 263 mil na compra de aventais descartáveis, R$ 229 mil em álcool em gel, R$ 130 mil em máscaras, cerca de R$ 13 mil em óculos de segurança e R$ 9 mil em dispensers.

O custo para a aquisição destes materiais justamente no período em que a pandemia começava a se alastrar pelo país, com cidades e estados intensificando as medidas de isolamento, ficou acima da média.

O problema, contudo, não afetou somente a Prefeitura de Alvorada. A Associação Nacional de Hospitais Privados reportou alta de 161% no custo do álcool em gel e até 569% no preço das máscaras em março.

Já em abril, com a resposta da indústria à alta na demanda de EPIs e produtos de limpeza, os valores empenhados pela Prefeitura de Alvorada em licitações de compra foram bem inferiores.

No dia 6 daquele mês a Secretaria Municipal de Saúde conseguiu adquirir mais um lote de 20 mil aventais descartáveis pelo preço de R$ 2,00 a unidade. No mês anterior o produto havia custado R$ 12,00, uma diferença de 83%. O valor total desta segunda licitação ficou em R$ 40 mil.

Dez dias depois, em uma terceira compra de EPIs, desta vez no valor total do empenho em R$ 49.603,30, o preço do álcool em gel caiu para R$ 7,68 o litro, ante os R$ 18,87 pagos em abril. Ou seja, redução de 59% no valor do litro do produto.

Cestas básicas

O quarto processo de compra com dispensa de licitação aberto pela Prefeitura foi para a aquisição de 1.840 cestas básicas no valor unitário de R$ 70,65 em 22 de abril.

O recurso total de R$ 129.996,00 foi realocado da verba que seria destinada à realização do Carnaval na cidade, cancelado também em virtude da pandemia.

Segundo a Prefeitura, cerca de 2 mil famílias já foram beneficiadas com a entrega dos mantimentos, realizada a partir de um cadastro.

Famílias interessadas em receber os alimentos e que não tenham sido beneficiadas na primeira entrega devem contatar o Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado (CMAEE), localizado na rua Wenceslau Fontoura, 131, bairro Sumaré. O centro funciona das 9h às 12h e das 13h às 15h.

Confira os critérios para poder receber a doação das cestas básicas: