Moradores registraram a  volta da água nas torneiras no final da noite desta sexta | Foto: Reprodução  / OA
Alguns moradores já registraram a volta da água nas torneiras no final da noite de sexta | Foto: Reprodução / OA

A prefeitura de Alvorada venceu na justiça contra a Corsan. Em audiência pública, o prefeito Professor Serginho havia afirmado que entraria com cobrança de multa pelo não abastecimento de água na cidade.

Nesta segunda-feira (27), a juíza Vanessa Osanai julgou como procedente o pedido da prefeitura. Ficou determinado que a Corsan deve restabelecer o abastecimento até sexta-feira (31), sob pena de multa diária de R$ 20 mil.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa

A Companhia havia ficado mais de cem horas sem fornecer água nas casas dos alvoradenses. A solução foi utilizar caminhões pipa para conseguir água potável. Em alguns bairros, como o Americana e Nova Americana, o abastecimento ainda não está normalizado.

Fonte: O Alvoradense