Não deve ficar sem resposta a movimentação dos prefeitos da Região Metropolitana (RM) que defendem a construção do Hospital Regional em Gravataí. Na semana passada o grupo prometeu criar uma mobilização política para garantir que a obra ocorra onde, segundo eles, já havia acordo para construção, ou seja: Gravataí.

O Prefeito Professor Serginho, que chegou a receber a confirmação do Governo do Estado de que Alvorada havia sido escolhida para receber o empreendimento, reuniu-se hoje com vereadores petistas de Viamão e Cachoeirinha. O grupo promete lutar para que Alvorada receba o hospital, a ser instalado na RS 118.

Apesar dos prefeitos das duas cidades afirmarem que a instalação do hospital em Gravataí seria melhor para seus municípios, o grupo de Alvorada entende o contrário. Viamão, inclusive, faz limite com Alvorada e, geograficamente, a construção na RS 118 facilitaria o acesso dos viamonenses.

No dia 22 de Fevereiro, a Secretaria de Administração do Estado, Stela Farias, afirmou em entrevista a’O Alvoradense que a decisão já estava feita, era definitiva e o processo de licitação deveria começar em breve. “Está confirmadíssimo, não há nenhuma possibilidade de ser mudado”, afirmou Stela sobre a escolha de Alvorada. A secretaria ainda justificou a escolha: “Ele não é um hospital municipal, é um hospital regional, por isso tem que estar na RS 118, que está sendo reformada”.

Uma semana depois, no entanto, o secretário de Saúde, Ciro Simoni, afirmou ao jornal Correio do Povo que a escolha ainda não foi tomada. “Hoje existe um terreno do Estado em uma área em Alvorada que está sendo avaliado. Porém, ainda não temos definição sobre a cidade que receberá o hospital”, afirmou.

A indefinição frustou a Prefeitura, que já havia anunciado e comemorado a escolha. O recuo do Governo do Estado é visto com preocupação pelos vereadores alvoradenses.

Juliano Marinho (PT) criou na Câmara uma Frente Parlamentar em defesa do hospital. O petista ainda elaborou um abaixo-assinado para garantir a construção na cidade e criou uma página no Facebook, a Hospital Regional em Alvorada. O vereador pretende criar uma mobilização popular a fim de pressionar a escolha.

Enquanto isso o Governo do Estado não tem data para anunciar a sua escolha, o que deve movimentar ainda mais o cenário político da Região Metropolitana.

Fonte: O Alvorandese