Em frente à garagem da Val, sindicalistas organizavam a paralisação que deve se estender até o fim do dia | Foto: Jonathas Costa/OA
Em frente à garagem da Val, sindicalistas organizavam a paralisação que deve se estender até o fim do dia | Foto: Jonathas Costa/OA

O presidente do Sindicato dos Rodoviários de Alvorada, José Luiz Araújo, confirmou nesta quarta-feira (27) a’O Alvoradense que a categoria não planeja mobilização para a próxima sexta-feira no município, data em que está prevista em diversas cidades do país o Dia Nacional de Manifestações, contra medidas do ajuste fiscal adotadas pelo governo federal.

Segundo Araújo, nenhuma cidade da região Metropolitana de Porto Alegre terá os serviços afetados, principalmente os de transporte público. Na Capital contudo, os rodoviários já confirmaram paralisação total na sexta-feira, assim como os bancários. Os municipários de Porto Alegre decidiram manter a greve que já dura uma semana. Escolas, postos de saúde e praticamente todas as secretárias são afetadas.

Já o Sindicato dos Servidores Municipais de Alvorada (Sima), prepara um protesto luminoso no fim da tarde de quinta-feira. A programação prevê concentração na altura da parada 43 da avenida Presidente Getúlio Vargas a partir das 18h, quando devem partir de lá até a prefeitura, na parada 48. Na pauta do Sima estão as terceirizações promovidas pelo governo Serginho, das quais a categoria questiona a necessidade.

Dia Nacional de Manifestações
A sexta-feira será marcada por atos contra o projeto de lei que regulamenta a terceirização, o qual aguarda apreciação no Senado; contra o ajuste fiscal e contra as medidas provisórias 664 e 665 que dificultariam o acesso à concessão do auxílio-doença, pensão por morte, abono salarial e ao seguro-desemprego.

Fonte: O Alvoradense