O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial subiu 0,16% em agosto registrando alta superior a do mês de julho , quando subiu 0,07%. No acumulado do ano, a tava registra alta de 3,69%, acima dos 3,32% acumulados no mesmo período de 2012.

As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No último ano, o IPCA-15 teve alta de 6,15% abaixo dos 6,40% referentes aos doze meses exatamente anteriores. Em agosto de 2012, a taxa havia ficado em 0,39%.

Peso dos alimentos
As diferenças entre os indices do meses de agosto e julho se devem ao aumento dos preços, principalmente, dos alimentos, bebidas e transportes.

A queda de preços dos alimentos foi de 0,09% em agosto, menor do que a baixa de 0,18% apurada em julho.

O destaque do setor ficou com o leite longa vida que com alta  de 5,46% liderou o ranking dos principais impactos individuais do mês, com 0,06 ponto percentual. Outros itens como feijão-preto (alta de 5,35%), cerveja consumida no domicilio (3,33%), cerveja consumida fora do domicilio (1,17%), lanche (0,96%) e refeição (0,36%) se destacaram com  resultados em alta no mês.

Dentre os alimentos que registraram queda, estão tomate (-22,96%), cebola (-20,09%), feijão-carioca (-6,03%), batata-inglesa (-4,81%) e frutas (-1,99%).

Os transportes, embora com quedas menos intensas, seguem os índices de desoneração iniciados em julho.

Variaram as taxas de ônibus urbanos de -1,02% em julho para -1,69% em agosto, de ônibus intermunicipais (de -0,91% para -0,70%), de trem (de -1,15% para -1,96%) e de metrô (de -2,02% para -2,24%).

Fonte: O Alvoradense